POR QUE SER ATEU

Após publicar, em 1999, os livros ATEU GRAÇAS A DEUS e A ARRISCADA PRETENSÃO DE SABER O FUTURO, recebi muitos questionamentos sobre meus pontos de vista e perguntas diversas sobre o que achava de determinados elementos que as pessoas utilizam como base para a crença na existência de um criador de todas as coisas.  

Analisando o pensamento expresso por essas pessoas, escrevi vários textos em que apresento a fragilidade das razões alegadas pelos crentes e por que para mim permanece inaceitável tal crença, por falta de suporte lógico. 

Em 2002, reuni os textos, formando POR QUE SER ATEU, um dos novos livros para futura edição, cujo índice segue abaixo:

ÍNDICE

 Eu não seria ateu  
Conceitos ateológicos  
Da criação ao dilúvio  
O arco-íris  
A Torre de Babel e as línguas  
O sábado, repouso sagrado  
O predito messias e o cristianismo  
O mundo dos hebreus e dos cristãos  
A promessa divina e os fatos  
A visão do futuro – fim do mundo?  
Os chamados castigos divinos  
Enxergamos o que somos ensinados a enxergar  
O criador criado vive  
A origem das religiões  
O poder do pensamento primitivo  
O homem criou deus à sua imagem  
Alternativas contra a morte  
Vida e morte não têm ciclos  
Testemunhos da fé  
Barbaridades dos deuses  
Deus e o barbeiro  
Tentando provar que deus exista  
A gênese real em vez do “Gênesis”  
Eu não seria ateu, MAS...
Resumo
Conclusão