.

OS BENEFÍCIOS DA DANÇA

“‘Eu louvo a dança, pois ela liberta o ser humano do peso das coisas, une o solitário à comunidade. Eu louvo a dança, que tudo pede e tudo promove; saúde, mente  clara e uma alma alada. Dança é a transformação do espaço, do tempo e do ser humano.  Eu louvo a dança! Ser humano, aprenda a dançar! Senão os anjos do céu não saberão o que fazer de você’.  A citação de Santo Agostinho comprova que não é de hoje que a dança seduz gerações desde que o mundo é mundo.

Praticantes e inclusive os profissionais de saúde exaltam os seus benefícios.  A fisiatra Cláudia Fonseca, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Física e Reabilitação, revela que a medicina realmente recomenda a dança, justamente por ser uma atividade extremamente prazerosa e capaz de proporcionar um condicionamento físico muito bom.  A médica enumera os benefícios: melhora da capacidade cardiorrespiratória, diminui a pressão arterial,  melhora a circulação periférica, perda calórica, fortalecimento muscular, proteção das articulações, atenua as dores e pode prevenir problemas futuros posturais e de artrose.  ‘Sem contar os efeitos psicossociais, já que possibilita um aumento do  convívio social, podendo ajudar a desinibir, além de relaxar’ garante Cláudia.

O professor de dança e fisioterapeuta Rodrigo Delano é outro que destaca os efeitos positivos do simples ato de bailar. ‘A dança é um atividade extremamente prazerosa.  Então, quando você dança, libera a endorfina, o hormônio da felicidade.  É muito mais fácil alcançar os objetivos quando você faz alguma coisa com prazer.’

(Ana Clara Brant, repórter,  Jornal Pampulha, 11-17/06/2005, pág. A3).

ONDE APRENDER

.

.